Sobre

Decorria o ano de 2014, quando pela mão de Alda Rocha Vieira, nascia um novo conceito em Aveiro. A Alda tinha um gosto particular pela moda e o seu percurso profissional desde cedo tomou esse caminho. A ideia era abrir a sua própria loja e com ela criar uma referência na cidade, onde o cliente fosse tratado pelo nome e adorasse a experiência de fazer compras. Era um sonho e objectivo a realizar. 

« Até mesmo aquelas que não possuem uma marca conhecida, ou sequer uma marca, já transmitem por si só uma mensagem. De preço, de posicionamento, de qualidade. A loja física é o ambiente em que se pode proporcionar uma experiência com a marca, e não só uma experiência de compra. Aquelas que percebem exactamente o que uma experiência pode fazer por sua marca, realmente são as que melhor transmitem seu conceito. »

Contra tudo e contra todos, no auge de uma crise financeira em Portugal, a aposta foi feita e abrir uma loja era o passo seguinte. Como a chamar era a próxima questão... O nome de qualquer coisa é sempre de difícil escolha, pois o primeiro conceito era enquadrado num espaço comercial já aberto e tinha de ser um nome forte que se diferenciasse do comum de todas as outras lojas de roupa já existentes. As opções eram muitas e por todos os motivos e mais alguns, Burgundy foi o nome escolhido (pois um dos batons preferidos da Alda era um Burgundy e quem a conhece sabe que o seu calcanhar de Aquiles é a falta de maquilhagem diária). Era uma das cores tendências da estação de inverno que tinha concluído e é uma das cores da pantone que se tem afirmado inverno, após inverno como uma super tendência.

«Um conceito muito cool, cheio de peças giras (prima pela exclusividade) e a preços simpáticos são mais que bons motivos!»

                              by Confessions of Shopaholic

 

A abertura da Burgundy decorreu no mês de Abril de 2014 e abriu já com a sua colecção de Primavera - Verão. O primeiro ano e meio foi feito com um crescimento aceitável, onde cada vez mais era evidente que era um projecto que tinha pernas para andar e assim foi dado o passo seguinte e em Outubro de 2015, a Burgundy moveu-se para um espaço só seu, com toda a pompa e circunstância que assim merecia. Foi na Avenida Dr Lourenço Peixinho, no coração da cidade de Aveiro que a Burgundy abriu as portas de um espaço só seu e deu a conhecer em pleno todas as suas peças e novidades semanais, pois com o dobro do espaço era possível investir em novas marcas e mais quantidade das peças exclusivas que comercializa. 

« A imagem de marca da loja é o painel de azulejos criado e pensado para este espaço com uma decoração que foge ao tradicional mas em que os clientes são tratados como antigamente, pelo nome e com perfeita consciência da sua individualidade. »

                                                By The Girl Chic

A Burgundy conta actualmente com marcas como a Vintage Bazaar, Nakuro, Foursoul, Christopher Sauvat, Piursa, Ana Branco, Cinco, Rosa com Canela, entre outras... a ideia é despertar os sentidos do cliente e fazê-lo sentir-se especial e único, tal como os artigos exclusivos que encontra na loja. A sinceridade e a simpatia é também um dos lemas e cada cliente é sempre tratado como único, pois sem TODOS os seus clientes esta era uma experiência e um sonho difícil de realizar.

« Por isso, esse termo ‘Concept Store’ acabou por ser usado por aquelas lojas que realmente querem proporcionar uma experiência ao seu público. »